logomarca

Pedido de Oração

Downloads

Boletins

Acompanhe-nos

Visitantes


Você é o visitante número 1630 .

 


Abril/2017 O Propósito da Comunhão

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

1ª semana -  Comunhão, a maneira digna de viver - Efésios 4.1-6 Uma igreja localizada em uma cidade importante, caracterizada pela idolatria à deusa da fertilidade. Uma igreja formada pelo apóstolo Paulo e apascentada por Áquila e Priscila (At. 18.18-26). Ali, Paulo deixou um dos seus discípulos mais próximos, Timóteo (1 Tm 1.3). Os efésios precisavam aprender a revelação de Deus para purificar a fé, tão atingida por falsas doutrinas (1 Tm 1.3-7; Ap 2.2). Percebemos, no encerramento do discurso aos Efésios, o destaque à maneira digna de viver. Da mesma forma, nós, servos de Jesus, averiguamos se vivemos dignamente. Somos humildes, dóceis e pacientes? Suportamos uns aos outros em amor? Nossa amizade é sincera? Esforçamo-nos para conservar a unidade? Somos mensageiros de “um só Corpo, um Só Espírito e um só batismo”? Se viver em comunhão é viver de maneira digna, temos cumprido este propósito? Existe a necessidade de mudança em nossa postura para que sejamos dignos do Evangelho que nos foi confiado e vivamos em paz com todos?

2ª semana -  Nosso papel na comunhão - (Efésios 4.11-14)  E Ele designou... Nenhum de nós está perdido na igreja. Ninguém está na célula por estar. Deus designou cada um para edificar o Corpo de Cristo. Talvez, você tenha um ministério público ou talvez o seu papel seja preparar alguém para isso. A comunhão sem inveja e competições resulta na unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus. A comunhão nos leva à maturidade, visto que é nos relacionamentos que crescemos em caráter e nos conhecemos. Com uma fé madura não seremos jogados para todos os lados, tampouco indecisos sobre a verdadeira doutrina ou induzidos ao erro por falsos profetas. A internet abriu janelas para todos os tipos doutrina, porém, muitas delas não têm embasamento verídico ou voz de autoridade. Quem tem a fé madura não se deixa enganar. É na comunhão dos santos, na igreja em que congrega e na assiduidade nas células que edificamos o conhecimento, a fé e a unidade. Jesus anda no meio da igreja (Ap 2.1), onde revela o poder da unidade.

3ª semana -Um corpo bem ajustado -  (Efésios 4.15-16) Para que cresçamos em tudo naquele que é o Cabeça da Igreja, a verdade deve ser seguida, mas, em amor. Não há mais espaço para fundamentalismo carnal na Igreja de Cristo. A Igreja não perde as raízes, mas se reconfigura de acordo com o tempo e cultura. Jesus conhece as nossas obras, sabe da nossa perseverança (Ap 2.3) e confia a nós a sua maior riqueza, a Igreja. Um corpo bem ajustado valoriza a presença do outro, perdoa falhas e, acima de tudo, respeita diferenças. Jesus valoriza a perseverança da Igreja (Tg 1.4) e a vida de oração (At 1.14; Cl 4.2). Mas, alerta seus filhos quando tendem a abandonar o primeiro amor (Ap2.4). Servir a Deus sem amor é religiosidade. É fanatismo. É falta de comunhão com o Espírito Santo. Viver em comunhão é conhecer o próprio propósito e realizar bem a sua função (Ef 4.16) e, sempre que possível, cooperar com a função dos irmãos. Realizar bem a sua função não significa se isolar ou deixar de ajudar na obra do outro. Em nenhum momento Jesus nos leva ao individualismo, mas à cooperação para o crescimento.

4ª semana -  Membros de um só corpo - Efésios 4.22-32 Em qualquer comunidade, nossas ações terão reflexo na vida de outras pessoas. Diante disso, abandonemos a antiga maneira de viver. Você ainda se lembra de como era a sua maneira de viver sem Cristo? Sem Cristo, a mentira, a preguiça, o roubo, as palavras torpes eram comuns. Sem Cristo, até mesmo uma brincadeira ou jogo de futebol, poderia se transformar em desavença. Sem Cristo, não tínhamos capacidade de perdoar e não sabíamos repartir. Viver em comunhão na igreja é descobrir o mistério do bom funcionamento do corpo e entender que faz parte dele. Agora, lançamos o seguinte desafio: não deixar nada atrapalhar a sua comunhão com Cristo, com o Espírito Santo e com a igreja. Vamos envergonhar o inimigo e tudo o que vem para dissipar a alegria de estarmos juntos. Faça uma lista de todas as coisas que matam a comunhão na igreja. Depois disso, passe uma caneta vermelha em cima para simbolizar o sangue de Jesus que queima todo pecado. A partir de agora, seja livre para viver em comunhão. Até o mês que vem. Boa célula para todos!

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.

Parceiros

Central de Células Projeto Nações em Ação