logomarca

Pedido de Oração

Downloads

Boletins

Acompanhe-nos

Visitantes


Você é o visitante número 3848 .

 


Maio/2016 Sacerdócio real

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

«Vocês são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para sua maravilhosa luz». 1 Pe 2.9

Princípios que regem a nossa igreja (1 Pe 2.1-25)

1ª semana – Salvação (1 Pe 2.9-10) Cremos na salvação em Jesus Cristo que nos tirou das trevas para a sua maravilhosa luz e nos fez nação santa. Cremos que Jesus é o único caminho que nos levará ao Pai (Jo 14.6) e que a vida eterna preparada para a Igreja vem d’Ele. Neste sentido, por meio das células e dos ministérios, prosseguimos para o alvo de ganhar esta cidade para Jesus, pois esta é a principal razão de uma igreja existir. Cremos ainda no papel da igreja como agente de evangelização na terra (1 Pe 2.5), escolhida como pedra viva na edificação de uma casa espiritual. A presença da Igreja tem feito diferença neste mundo tão afastado e carente de Deus.

 

2ª semana – Santidade (1 Pe 2.1-5 ) A Palavra de Deus nos adverte a conservar um coração puro, livre de toda espécie de maldade. Não podemos esquecer que nosso alvo é Cristo e o nosso objetivo é chegar ao céu (Sl 24.3-4). Purificar o coração, adotar uma postura coerente com a Palavra de Deus, perdoar todos os dias, abster-se do pecado, dizer não às tentações, não ter um espírito julgador, valorizar a família, ser zeloso com as finanças e ter um testemunho que leve outras pessoas a Cristo, são princípios que conservamos e ensinamos no Templo das Nações. O melhor caminho para buscar a santificação é a aproximação com Deus por meio da leitura da Palavra, da oração, da adoração e da comunhão com a igreja. É na comunhão que exercitaremos os frutos do Espírito (Gl 5.22-26), contras os quais não há lei.

 

3ª semana – Fé (1Pe 2.7-8) A história da Igreja, a história do Templo das Nações e a nossa própria história, é uma história de fé. Ao crermos na pedra angular mencionada aqui, vivemos por fé e não por vista (2 Co 5.7). Cremos no sobrenatural que vem de um Deus que realiza milagres. Oramos por cura, provisão e restauração. Sabemos que Deus opera maravilhas no meio do seu povo e fala com aqueles que desejam ouvi-Lo. Desafiamos a igreja a experimentar milagres, a buscar experiências com o Espírito Santo e a vencer suas lutas terrenas pela fé em Deus. Ainda que tudo pareça contrário, aquele que crê em Deus jamais será envergonhado (1 Pe 2.6). Temos as mesmas lutas que todas as pessoas têm, mas o que nos diferencia é a nossa fé no Senhor diante das tribulações.

 

4ª semana – Obediência (1 Pe 2.13-18) Quando obedecemos somos abençoados. O princípio da obediência resulta em honra. Somos ensinados a temer e obedecer a Deus e a honrar as autoridades. O espírito da rebeldia é nocivo e comparado ao pecado da feitiçaria na Bíblia (1 Sm 15.23). Obedecemos às leis civis porque são para o nosso bem. Da mesma forma, na igreja, as autoridades sã0 constituídas para o nosso bem e devem ser amadas e respeitadas.

 

Nossos líderes são dignos da nossa intercessão, e quando honramos os liderados, obedecemos aos princípios divinos. Os maiores problemas da humanidade vêm de descontentamentos não resolvidos, revolta e separações. Deus preza pela unidade dos seus filhos, honra e obediência e exalta o humilde. Não participe de funções facciosas. Ore a Deus e mantenha seu coração puro diante d’Ele. Lembre-se: “Obedecer é melhor do que sacrificar” (1 Sm 15.22).

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.

Parceiros

Rede Cristã de Empreendedores Blog Pastora Luisa Projeto Nações em Ação Central de Células