logomarca

Pedido de Oração

Downloads

Boletins

Acompanhe-nos

Visitantes


Você é o visitante número 3809 .

 


Abril/2014 Comunhão

imprimir tamanho da letra: A- normal A+

“Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum.» (At 2.42,44)

 

Semana 1: A comunhão da Igreja agrada a Deus. A Igreja é caracterizada pela comunhão que mantém com o Senhor Jesus Cristo e pela unidade espiritual de seus membros. A koinonia (comunhão em grego) é a uniformidade realizada pelo Espírito Santo, que traz a fraternidade, companheirismo, ajuda contribuinte e o vínculo com a unidade cristã (1 Joao 1.5-7). A comunhão da Igreja agrada a Deus, e foi uma das características da igreja primitiva, onde todos alcançaram o melhor modelo da comunhão cristã (Atos 2.42-17). Esta comunhão será expandida para a eternidade (Apocalipse 7.9-10). Em Cristo somos um só corpo, uma unidade que rompe barreiras culturais, geográficas e temporais. (I Coríntios 10.16-17). Somos um só corpo (1 Coríntios 12.27) onde Cristo é o Cabeça da Igreja (Colossenses 1.18). Devemos amar uns aos outros com amor fraternal (Romanos 12.10)

 

Semana 2: Alcançando a comunhão  Antes de esperar algo das pessoas, devemos ser uma benção e buscar esta comunhão. A Bíblia nos ensina o caminho para alcançar a comunhão verdadeira:  Devemos andar em humildade, evitando a provocação e a inveja. (Gálatas 5.25-26). Também devemos ser pacientes, bondosos, sem inveja, vanglória e orgulho. Sem maltratar, procurar interesses egoístas, não se irando facilmente e não guardando rancor. A partir de agora, experimente ter as atitudes de que gostaria de receber: estenda a mão ao próximo, visite o no hospital, ore pelo irmão e abrace os que estão cansados e sobrecarregados. Caso tenha algum desafeto, aproveite a semana para pedir perdão e a perdoar, mesmo achando que tem a razão. Receba bem os visitantes, com o carinho que gostaria de receber (1 Pe 4.9). Aproveite para orar pelo seus líderes e pedir a graça do Senhor sobre sua vida.

 

Semana 3: Unidade nas orações Devemos buscar ao Senhor em oração (Isaías 55.6), com auxílio do Espirito Santo que nos orientará e trará a comunhão com o Pai (Romanos 8.26-27), que nos ouve e nos responde (Isaías 30.19), exceto as preces egoístas (Tiago 4.3). Devemos orar em união e com os mesmos propósitos (Filipenses 1.27). Nossa igreja oferece diversos horários de oração no templo, inclusive com um dia inteiro dedicado às orações em união. As 24 horas de oração permitem o conhecimento dos objetivos da igreja, assim como a participação na construção destes propósitos. Nesta semana vamos promover um momento de oração pelos propósitos comuns da igreja e das células.

 

Semana 4: Frutos da comunhão  As pessoas que vivem em comunhão com seus irmãos não ficam sozinhas, pois um apoia e suporta o outro (Efésios 4.2), com isto suas cargas tornam-se mais leves. Outros benefícios da comunhão são: Alegria e saúde física (Pv 17.22): Quando exercitamos a comunhão a alegria e o bom humor são multiplicados. A alegria produz a sensação de bem-estar, assim como melhora a digestão, reduz o estresse e as dores, aumenta a autoestima e diminui a depressão. Cobertura espiritual (Marcos 6.34): Quando estamos em um grupo unido, os membros oram e aconselham uns aos outros, produzindo a proteção e cobertura espiritual. Quem anda sozinho torna-se presa vulnerável as tentações carnais e ataques espirituais. Proteção e força (Eclesiastes 4.9-12): as feras selvagens costumam atacar as presas mais frágeis e solitárias, assim também no mundo espiritual. Poder espiritual e diversidade de dons (I Coríntios 12.28-30): O poder de Deus é manifestado na unidade da igreja através da diversidade de dons. Crescimento: quando uma célula está unida, ela prospera. O crescimento da igreja está diretamente ligado ao nível de comunhão de seus membros. Sinal para o mundo: A comunhão é o DNA da Igreja, é sua marca. Este sinal mostra para os que estão do lado de fora que Cristo nos salvou e nos uniu, fazendo diferença em comparação ao individualismo encontrado no mundo atual. Nesta semana, vamos promover um momento de confraternização e interação na célula? Discuta com o grupo as ideias para valorizar este momento.  

Deixe seu comentário
Sem comentários cadastrados.

Parceiros

Projeto Nações em Ação Blog Pastora Luisa Rede Cristã de Empreendedores Central de Células